Pré-visualizando materiais no Blender 3D

A criação de materiais em 3d é uma das partes mais importantes na criação de uma cena, em conjunto com uma boa iluminação os materiais e texturas podem literalmente fazer com que um modelo 3d simples, possa receber características e atributos de uma superfície real. Mas, a criação de materiais envolve o domínio e interpretação dos comportamentos físicos de cada usado para configurar o material, seja ele o Lambert, Blinn ou Oren-Nayar. O primeiro passo para conseguir compreender completamente o uso de cada um desses shaders, que nada mais são que instruções de como a superfície deve refletir a energia luminosa, é fazer testes com materiais.

Ao fazer esses testes você vai conseguir duas coisa muito importantes, que são o entendimento de como funcionam esse tipo de reflexão em objetos 3d, e caso você salve os testes que venha a fazer para testar os materiais, em pouco tempo você terá sua própria biblioteca de materiais. A maioria dos softwares 3d e renderizadores apresenta uma cena especial, com um modelo 3d suficientemente complexo e curvo para testar materiais e texturas.

Aqui no Blog eu já publiquei algumas dicas de cenas de testes para simular materiais com o Blender 3D e Indigor Renderer e também o YafaRay. Mas, ainda são poucas as iniciativas em produzir uma cena de testes para o Blender, que consiga o mesmo resultado. Isso até que descobri a existência do Blender Material Preview Scene, que pode ser copiado nesse link que leva até o fórum Blenderartists.org.

blender3d-teste-materiais.jpg

Essa é uma cena especial, preparada para receber materiais e texturas que podem ser aplicadas em outras cenas no Blender 3D. Ao fazer o download do arquivo você vai perceber que a pré-visualização dos materiais pode ser feita usando três cenas, especialmente preparadas para três tipos de objetos diferentes:

  • Materiais para superfícies sólidas
  • Materiais para fluidos e líquidos
  • Materiais para objetos simulando Cloth e Soft Bodies

Cada um desses objetos apresenta uma cena separada, preparada para receber as configurações dos materiais. Por exemplo, a cena em que podemos testar materiais para fluidos é composta por um Mesh simulando a estrutura de um fluido. Assim como no caso dos objetos do tipo Cloth, temos uma superfície curvada e maleável, que lembra um tecido mesmo.

Se você quiser começar a criar a sua própria coleção de materiais no Blender 3D, essa cena pode ajudar em muito na preparação de superfícies para uso futuro. Sempre que você tiver um tempo livre, corra para o computador e tente reproduzir algum tipo de material difícil, você vai perceber que esse é um passatempo interessante e que pode salvar você no futuro, quando o material for necessário.

Novidades sobre o desenvolvimento do Blender 3D 2.50

A Fundação Blender publicou no seu web site nesse final de semana, um artigo sobre o progresso e estado atual do desenvolvimento do Blender 3D 2.50. O Artigo é interessante, pois mostra em um único lugar o estado em que o software está, assim como exibe várias imagens da nova interface e algumas das ferramentas que devemos encontrar na ferramenta. A primeira coisa que podemos levar em consideração é o progresso do projeto, em relação as datas e previsões expostas no próprio artigo. Segundo o texto, o projeto está dividido em cinco fases que abordam respectivamente o redesign do sistema de janelas, adaptação do código antigo ao novo sistema, portar os editores e ferramentas para o novo sistema, redesign da nova interface e a criação de uma nova API para o Python. O artigo comenta que as duas primeiras fases do projeto estão quase prontas, e a terceira tem aproximadamente 70% de progresso. As últimas duas fases do projeto devem consumir os trabalhos entre Março e Junho, o que deve fazer com que o Blender 2.50 seja lançado apenas em meados de Agosto ou no mais tardar Setembro. Nesses casos é interessante adicionar algumas semanas, como margem de segurança para o término do projeto, pois problemas podem acontecer. Essa é uma imagem do estado atual da interface: blender250-desenvolvimento Na imagem é possível encontrar uma coisa que sempre foi muito desejada no Blender, que são as janelas flutuantes. Repare que a janela da Timeline está flutuando sobre as outras janelas, o que vai favorecer a edição de cenas complexas para os artistas que tenham múltiplos monitores e resoluções generosas. Boa parte das atualizações é direcionada para o sistema de animação, que foi totalmente reformulado. Um dos objetivos do novo sistema é permitir que tudo no Blender possa ser animado, assim como acontece em outros softwares de animação. Por exemplo, ao selecionar um sistema de partículas ou modificador, adicionar keyframes ou simplesmente acionar uma opção de autokey e animar as propriedades do objeto ao longo do tempo. Esse objetivo fez com que o sistema de IPOs fosse totalmente reformulado, assim como o Action Editor que se transformou realmente em um Dope Sheet completo. Para conferir as novidades e o relatório sobre o desenvolvimento do Blender 2.50, visite esse link. Um ponto que não foi comentado no artigo é a possível existência de uma versão intermediária do Blender, em que pessoas com interesse em criar ou melhorar ferramentas existentes na versão atual possam trabalhar. O Google Summer of Code 2009 deve estar sendo lançado em algumas semanas, será que os projetos serão desenvolvidos na versão em desenvolvimento do Blender 2.50?

Tutoriais sobre a física e dinâmica do movimento na animação 3D

A parte técnica dos softwares 3d é relativamente simples de aprender, pois basta conhecer a localização dos botões que adicionam os keyframes e a janela em que editamos as curvas. Com isso você já pode dizer que conhece sobre a parte técnica. Mas, para que consiga realmente produzir uma animação é necessário um mínimo de embasamento artístico, e isso envolve o conhecimento da física e dinâmica relacionada à animação 3d. Um conjunto de tutoriais muito bons, sobre a dinâmica de funcionamento desse tipo de animação envolvendo movimento, pode ser encontrada nesse link. O material está disponível para download no formato PDF, sendo muito bem ilustrado.

tutorial-animacao-fisica-dinamica

Ao chegar à página indicada podemos encontrar dois arquivos para download, que falam sobre os seguintes assuntos:

  • Física do tempo e espaço para animação (timing): O primeiro texto fala sobre o planejamento de keyframes e a relação que o deslocamento dos objetos tem com o tempo na animação. Por exemplo, qual a melhor distância entre dois keyframes diferentes em uma animação? Como isso pode influenciar na mensuração da velocidade? O texto faz uma ótima mistura entre as leis da física que regem o movimento, e como isso pode ser transpassado para a animação 3d.
  • Física do movimento não-linear em animação: Aqui temos outro texto que faz uma abordagem mais direcionada a maneira com que os objetos se movem no espaço. Por exemplo, quando um objeto qualquer despenca de uma mesa, qual é o tipo de trajetória que ele faz? É uma curva? Uma linha reta? Para quem só consegue imaginar as trajetórias de animação em linha reta, esse texto vai trabalhar algumas idéias e conceitos interessantes para melhorar essa animação.

Entre os dois textos, o mais importante para quem está começando a trabalhar com animação é o primeiro, pois a percepção do timing para esse tipo de projeto é muito importante. Como o timing só é dominado com muita prática, o texto corta o caminho da prática oferecendo dicas e opções para planejar o tempo da animação, e a posição dos keyframes antes mesmo de começar o projeto.

Como o material é direcionado para animação de maneira geral, ele é indicado para todos os artistas 3d, independente do software que você use.

Tutorial: Criando um jogo completo – Blender

Nesta série de vídeo tutorias você aprenderá a criar um jogo com a Game Engine do Blender. São 11 vídeo tutorias criados por Caleb Souza, também autor do Blender Total, para a criação de um jogo. Cada tutoriais possui aproximadamente 5~10 minutos de explicação de como criar um jogo completo, principalmente a criação e texturização do cenário e a lógica do jogo.

O resultado final é um jogo com personagem, cenário, sons e objetivo. O personagem está preso em um castelo e para sair de lá ele deverá coletar moedas de ouro. Ao conseguir todas as moedas a saída é liberada e o personagem está livre.

Para que todos possam seguir o tutorial não é usado o recurso de GLSL. E os arquivos usados no jogo (texturas, personagem e sons) estão disponíveis para download.

 Arquivos

Antes de começar a assistir você pode baixar os arquivo usados na criação do jogo. Na descrição de cada vídeo você encontra um link para o 4shared onde estão hospedados os arquivos. Você pode optar por usar eles ou não, mas nesse caso você deverá ter outros para montar o jogo. Esses arquivos são: texturas, o personagem principal e sons. Vocês encontra todos eles reunidos nesta página.

film_plus Tutoriais

Assista aos tutoriais no Vimeo no canal do Blender Totaou acesse cada parte abaixo. No nosso canal no Vimeo você também encontra outros vídeo tutoriais de Blender. Veja agora a primeira parte e o link para as outras:

 Parte 1 – Criando o cenário.

 Parte 2 – Texturizando o Castelo.

 Parte 3 – Finalizando detalhes do cenário e adicionando o personagem.

 Parte 4 – Adicionando controles e animação do personagem.

 Parte 5 – Criando moedas e adicionando sombras.

 Parte 6 – Configurando o sistema de moedas.

 Parte 7 – Configurando a câmera e adicionando céu.

 Parte 8 – Adicionando áudio.

 Parte 9 – Criando o Menu.

 Parte 10 – Configurando o Game Over.

 Parte 11 – Salvando o Jogo.

Uma boa idéia é você criar seu próprio cenário, pois com o cenário do tutorial é bastante fácil de liderar o castelo. Depois de criar um cenário mais dificil você pode até desafiar seu amigo com o jogo que você mesmo fez!

Para Dúvidas ou Sujestões você pode deixar um comentário aqui no blog ou mandar um e-mail para

supertecurso@gmail.com.

Revista BlenderArt 19: Tutoriais Meshdeform e revisão do livro Animating With Blender

a versão 19 da revista BlenderArt foi lançada nesse sabado dia 13, com muintas novidades, entre elas Tutoriais de Meshdeform, e revisão do livro Animating With Blender . Você pode baixar a revista de graça no link a baixo.

o arquivo tem 8 mb e a revista 59 paginas.

Obtenha sua cópia aqui                                        site da BlenderArt


Tabela de Conteúdos:

To Rig a Boat’s Rigging
Perpetual Motion Machine Rigging
Caterpillar Soft Track 
Animation Temporal Verification 
Armatures aren’t just for Characters 
Meshdeform Modifier
Animating With Blender (Roland Hess)
E muito mais. . .

Tutorial blender simulação de pelos

o blender dês da versão 2.45 adquiriu um poderoso sistema de simulação de pelos, você pode criar desde cabelos para um personagem, ou até imitar o james dos monstros s/a images :p rsrsrsrsrsrsrs

então resolvi postar aqui um tutorial para iniciantes aprenderem como fazer uma boa simulação de cabelos no blender aproveitem 🙂


Tutorial basico blender jogo em 3a pessoa

O Blender possui uma GE (Game Engine) bastante poderosa capaz de criar jogos de forma bastante simples. Claro, não é a melhor GE que existe capaz de criar jogos incríveis e com graficos de outro mundo. Mas é um recurso que, muitas vezes, diferencia o Blender de softwares proprietários.

Os vídeos abaixo mostram, em 3 partes, como criar um jogo básico em terceira pessoas usando o Blender. O autor não explica detalhadamente aspectos como modelagem, iluminação, materiais etc, mas sim o jogo em si. Você poderá, portanto, adaptar o tutorial caso você já possua um personagem e um cenário.

O tutorial está em ingles, mas se você já souber o básico do Blender é possível seguir sem problemas, já que está em vídeo. Veja os 3 vídeos abaixo:

Parte 1

Parte 2

Parte 3